A TEORIA DE TUDO — Jane Hawking

Título: A Teoria de Tudo
Autora: Jane Hawking
Editora: Única
Ano: 2014
Páginas: 448
Descubra a história por trás de Stephen Hawking, cientista e autor de sucessos como Uma breve história do tempo, que já vendeu mais de 25 milhões de exemplares. Diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica aos 21 anos, enquanto conhecia a jovem tímida Jane, Hawking superou todas as expectativas dos médicos sobre suas chances de sobrevivência a partir da perseverança de sua mulher. Mesmo ao descobrir que a condição de Stephen apenas pioraria, Jane seguiu firme na decisão de compartilhar a vida com aquele que havia lhe encantado. Ao contar uma trajetória de 25 anos de casamento e três filhos, ela mostra uma história universal e tocante, narrada sob um ponto de vista único.
Demorei quase dois meses para ler esse livro, principalmente por causa do meu TCC e do ritmo lento da leitura. Muitas vezes só conseguia ler um capítulo por dia, e confesso que frequentemente passava pela minha cabeça desistir, abandonar A Teoria de Tudo. Mas minha curiosidade com a vida do Stephen, e em especial meu amor pelo filme inspirado nessa obra, me fez conseguir ir em frente.

Antes de mais nada, gostaria de recomendar para todos que gostaram (ou amaram) o filme como eu, que não leiam esse livro esperando encontrar uma linda história de amor. O que foi narrado neste livro é bem diferente da adaptação cinematográfica, e confesso que preferia pensar que a história do Stephen e da Jane tinha sido igual ao do filme, mas não foi.

É complicado ler este livro e não julgar Jane Hawking por suas atitudes. Desde o começo de seu namoro com Stephen (ou pelo menos foi o que a narrativa dela deixou transparecer) ela só faz reclamar dele: da maneira como ele dirige, de sua falta de religiosidade, de sua família excêntrica. Ou seja, em momento algum o suposto grande amor que existia entre eles aparece forte nesta história.

Porém, é inegável que Jane se sacrificou muito pelo Stephen. Sacrificou seus sonhos como mulher independente, como estudante, como professora e ouso dizer, sua chance de viver um verdadeiro amor, para poder cuidar de seu marido deficiente e de seus filhos. Mas em muitos momentos da leitura senti muita falta do afeto entre marido e mulher. A impressão que tive foi que eles estavam juntos porque Stephen precisava de uma companheira, e as crianças precisavam de seus pais juntos, apenas isso.

Bom, vou encerrar a resenha por aqui pois já estou achando que contei demais da história. Francamente não sei bem se recomendo ou não este livro. Se você busca saber mais sobre a vida de Stephen, acho que um dos livros escritos por ele próprio seria melhor. Se você quer saber mais sobre a história de amor que deu origem ao filme indicado ao Oscar, prepare-se para ter um choque de realidade.

No final das contas, A Teoria de Tudo acaba sendo uma biografia arrastada de Jane Hawking, mas que tem alguns pontos positivos quando se trata da realidade de um casamento com uma pessoa deficiente. Mas confesso que não era nada perto do que eu esperava.


MINHA CLASSIFICAÇÃO:


Me acompanhe nas Redes Sociais:

22 comentários

  1. Eu chorei muito quando assisti o filme! Ainda não li a história e está na minha listinha de desejados há um tempinho..

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, o filme é muito amor, Clayci!
      Não é que eu não recomende a leitura do livro, mas... Recomendo que você veja o filme, haha.

      Excluir
  2. Bom esse é um livro (e um filme) que nunca me chamou muita atenção, admiro a história de superação do Stephen Hawking mas não passa muito disso, enfim, uma pena o livro não ter sido o que você esperava e a história ter se mostrado tão fraca no sentido do amor real do casal.

    ✶ Voando Sem Peter ✶

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tina!
      Ah que pena que não chama a sua atenção :/
      Eu na verdade sempre tive curiosidade de saber mais sobre a vida do Stephen, por isso principalmente acabei levando essa leitura em frente, mesmo sem ter gostado muito.

      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  3. Normalmente os livros são melhores que o filme, to curiosa pra ver o filme, mas vou tentar ler o livro antes. Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wylene!
      Pois é, dessa vez o filme é melhor que o livro, hehe.

      Excluir
  4. Eu assisti o filme e não fiquei com a impressão de que 'nunca existiu amor', mas que o amor foi diminuindo à medida que o casal foi se distanciando e a relação deles sustentada apenas pela 'doença'... Já gostei do filme mas está na minha lista de 'filmes para se ver só uma vez', depois da sua resenha nem vou conferir o livro ashduiahdu.

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Victória!
      Então, no filme eles pareceram tão amorzinhoooos! Até quando o amor foi acabando, foi acabando de uma maneira "bonita" digamos assim. Já no livro/vida real... :/
      Achei uma pena.

      Excluir
  5. Oi, Jéssica!
    Sabe que eu já ouvi tantas opiniões distintas sobre esta história (seja filme ou livro), que não sei o que pensar.
    Acho que só lendo e assistindo para saber heheheh
    Adorei a forma como você explorou a resenha!

    Beijos,

    Algumas Observações

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê!
      Acho que você tem que ler e assistir o filme para criar sua própria opinião mesmo, hehe. Mas olha... Recomendar meeeesmo, recomendo só o filme viu KKKKKKKKKKKKK

      Excluir
  6. Oi, Jéssica! Tudo bem? Eu vi o filme e confesso que ele não se tornou um favorito da vida, pois eu esperava ver mais a história e a importância do Stephen, do que a história de amor entre eles. Quando eu descobri a existência do livro, ainda fiquei com um pé atrás já que ele é escrito pela Jane e eu não tenho tanta curiosidade de conhecê-la melhor. De qualquer forma, é triste ver isso que você falou, da falta de afeto desde o início e perceber que o filme é ainda mais romantizado do que você esperava. Acho que é interessante ter o ponto de vista dela acessível, mas não sei se seria uma leitura interessante para mim, mesmo assim, curti a sua resenha! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi xará!
      Pois é, isso me decepcionou um pouco também. Ainda que o filme explorou mais a importância dele que o livro em sí, acredita? Se você quer saber mais sobre o Stephen, acho que você deveria ler Minha Breve História, que é auto biografia dele. Ainda não li, mas só de partir dele, acho que vai ser bem melhor que essa biografia da Jane (porque no final das contas, isso que o A Teoria de Tudo é.

      Excluir
  7. Olá,
    Comecei a ler esse livro toda animada, mas nem cheguei a terminar (ainda), não está em meus planos não ler, mas achei a narrativa beeem arrastada, muito mesmo, e as letras pequenas da edição não ajudam em nada. Quero conhecer essa história, mas ando desanimada para ler o livro. Fico feliz ao ver que você compartilha de minha opinião.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Inês!
      Menina, foi um parto conseguir terminar esse livro! Só não larguei porque a curiosidade falou mais alto. Acho que se você tem vontade, termine o livro sim. Não é uma leitura que eu recomende, mas vale a leitura.

      Excluir
  8. oi, oi.

    eu já vi o filme e achei ele tão lindo. que pena que no livro não é tudo isso. =/ o livro tá na minha listinha. espero lê-lo ainda este ano. que pena que tu não curtiu tanto o livro...

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena mesmo Adriel. Olha, acho que se você tem curiosidade de ler e saber mais sobre a história tudo bem, mas prepare-se. Acaba sendo uma biografia mais da Jane do que qualquer outra coisa, e é bem chatinho :/

      Excluir
  9. Sério? Eu sempre tive curiosidade quanto a esse livro, justamente por ter visto o filme e amado. Mas pelo jeito o filme em certos aspectos é melhor que o livro. Talvez eu dê ainda uma chance pro livro mas acho que não agora.
    Beijos
    Instante Efêmero

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Bianca, mesmo sabendo que o filme é uma versão hollywoodiana e romantizada, o livro é bem inferior. Acho que principalmente porque o maior foco acaba sendo a Jane, narrando uma auto biografia, e não falando de seu amor pelo Stephen. Mas se você tem curiosidade, leia!

      Excluir
  10. Olá, Jéssica, tudo bem?

    HAA NÃO! sério que livro e assim? meu deus do céu! Ele esta na minha lista de leitura para este ano, sempre fui curiosa pra saber mais sobre a vida do stephen e por este motivo eu queria muito este livro, mas menina depois de sua resenha, sinceramente eu não quero me decepcionar com a Jane com horror! Você faz bem em pesquisar, mas acredito que seja verdade, eu imagino a cara dele indo assistir ao filme então, pensando que tudo aquilo e apenas uma incensação, adorei a resenha mas desanimei de ler livro HAHAHAHAHA.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha desculpa por ter te deixado desanimada quanto à leitura desse livro... Mas olha, acho que foi melhor assim ein KKKK. Como disse, é praticamente uma auto biografia (muito chata!) dela, fora que de história de amor, não tem quase nada :(

      Excluir
  11. Oi, tudo bem?
    Ainda não assisti ao filme e nem li o livro, mas tenho muita curiosidade para saber um pouco mais sobre a vida de Stephen. Porém deve ser realmente um choque ler relatos de uma mulher que cuidou de filho e marido praticamente a vida toda.
    Beijos, http://lendocomabianca.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bianca!
      Pois é, a história acaba sendo realmente um choque em alguns aspectos. Em especial porque, como disse na resenha, dá impressão que não era o amor que os mantinha juntos :/

      Excluir

Deixe aqui seu comentário, dica, sugestão ou resposta ao post.
Um abraço, e volte sempre <3