Muito amor pelo novo CD da Hilary Duff


Estava aqui tentando lembrar de quando conheci a Hilary Duff e simplesmente não sei! Deve ter sido pelos filmes dela que passavam na Globo (tipo Lizzie McGuire ❤), mas não sei ao certo. De qualquer maneira, me recordo que ela foi uma das atrizes e cantoras que mais marcou a época em que comecei a usar internet em casa, pois sempre que eu gostava de um artista queria saber tudo sobre a vida dele, colecionar fotos e alugar todos os filmes. Tanto é que o primeiro CD original (porque não tá fácil pra ninguém né migos) que comprei foi Dignity, oito anos atrás (!!!).



Depois de tooodo esse tempo, após se casar (e mais recentemente se divorciar), dar a luz ao lindo Luquinha, ficar um pouco sumida até dos cinemas, eis que a rainha volta não somente com um álbum inédito, mas também uma série nova (mas isso é assunto para outro post). Claro que a Hil conseguiu deixar os fãs surtando de expectativa, até porque todos sabiam desde o começo de 2014 que o álbum estava sendo produzido, mas nunca saia a previsão do lançamento.


Depois de tanta espera, finalmente mês passado "Breath In. Breathe Out" estreou! Trazendo composições da própria Hilary (o que já tinha acontecido em With Love), uma composição especial do Ed Sheeran ("Tattoo") e Tove Lo ("Sparks"), além da participação de Kendall Schmidt da banda Big Time Rush ("Night Like This"). Preciso nem dizer que superou todas as expectativas, não é mesmo? E aliás, deixou de fora duas músicas que já haviam sido lançadas como single ("Chasing the Sun" e "All About You") o que deixou todo mundo bastante surpreso.



Claro, tenho que reconhecer que a propaganda do Tinder na primeira versão do clipe de "Sparks" foi questionável, e a falta de divulgação do CD - somado à demora do lançamento e a grande divulgação da série Younger, na qual ela sequer é protagonista - chegou a nos deixar em dúvida sobre como Breathe In. Breathe Out seria, e o que ele poderia trazer para a carreira da Hilary. Mas felizmente somos surpreendidos!

Neste novo álbum dá pra ver como ela cresceu, tanto como cantora quanto como mulher nestes oito anos que se passaram desde o lançamento de Dignity. Completamente longe da influência da Disney, ou mesmo adolescente, com faixas dançantes e mais maduras, esse CD se destaca também por ter conseguido manter a identidade da cantora, que já tinha sido mais explorada no outro disco. E foi assim que a Hil conseguiu ficar durante todo o mês de junho no TOP das rádios americanas! 



E aí, ficou curioso pra conferir o álbum completo da diva? Simples! Se você tiver conta no Spotify basta clicar aqui e conferir tudinho (sim, eu quase morri quando o álbum foi lançado nas lojas e de cara lá também #vicio). E se você já ouviu, me conte qual sua música favorita! Porque eu simplesmente não consigo escolher nenhuma! Talvez Sparks porque é super viciante, mas todas são muuuito boas!

7 comentários

  1. Olá,
    Eu confesso que nem sequer sabia do CD, a Hilary tinha dado uma sumida mesmo e eu simplesmente me esqueci dela. Isso tudo aliado a minha falta de interesse no tipo de música que ela canta gerou essa falta de caso com o seu trabalho. Mas vou escutar as faixas e estou curiosa pra ver Younger.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Como não sou muito, nem pouco, ligada em musica, não tinha nem ideia do lançamento hehe. Aliás, não lembro de nenhuma musica dela hehe. Mas que bom que você foi surpreendida positivamente.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi, Jéssica! Tudo bom??
    Conheci teu blog agora, achei lindo e bem divertido. Já estou seguindo no gfc e no twitter, e curtindo a fan-page. Adorei ♥

    Esse tipo de música não é meu favorito, mas que bom que gostaste da novidade.

    Abraços do Dan ♥

    •bookdan.blogspot.com
    •fb.com/leituradan
    •twitter.com/leitura_dan

    ResponderExcluir
  4. Que saudades que eu tava das músicas dela, gostei mais ainda desse álbum, só coisa boa.
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
  5. Oi Jéssica,
    Adorei o álbum ficou maravilhoso.
    Até fiz um teste no Buzzfeed sobre que música eu sou hahaha deu My Kind, por sorte uma das minhas favoritas!

    Acho aquela versão de Sparks, do Tinder, brega demais...ainda bem que ela lançou normal depois!

    bjs e tenha um ótimo final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  6. POXA EU ACHAVA QUE AQUILO DO TINDER ERA VERDADE HAHAHAH PENSEI QUE NEM ERA PROPAGANDA NÃO HAHAHAH É que como ela tava separada já, eu achei que... aFF! AHAHHAHAHA

    Nossa, eu preciso dizer que eu inventei uma coreografia ontem a noite para Sparks. Sim, eu fiz isso. Não me arrependo nadinha, essa música não sai da minha mente!
    Eu adorei o álbum novo da Hilary. É claro que tem umas músicas que ainda não me acostumei, mas nada como ouvir durante uma escrita de post ou edição de imagem que logo eu me acostumo!
    O álbum anterior dela é como se fosse um guilty pleasure para mim, hahaha!

    Au revoir.
    laricablog.tumblr.com

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, dica, sugestão ou resposta ao post.
Um abraço, e volte sempre <3