BIG REVIEW — Doctor Who (2005): 3ª temporada.


Eu acho que ninguém lê esses posts barra review que faço das temporadas de Doctor Who. Mas é algo tão divertido de se escrever! Se você não tem nenhum interesse pelas temporadas de Doctor Who, eu te entendo! Não precisa ter vergonha de comentar em outro post aqui do blog não, viu? Estou fazendo esse post mais para quem tem vontade de ver a série mesmo, e também para me divertir. Sonho com o dia em que alguém vai aparecer e me contar que começou a ver a série por minha causa, haha (Jéssica sabe sonhar alto).

Se você é uma das pessoas lindas que sentem vontade de assistir essa série sambista britânica, pode conferir as reviews que fiz da 1ª e 2ª temporada de Doctor Who clicando aqui e aqui respectivamente. Ah! A série reestreou ontem na Tv Cultura, ás 20hrs! Aproveite e acompanhe a maratona! Mas chega de enrolação e vamos ao que interessa né?


Vale relembrar que no último episódio da 2ª temporada nossa (não tão querida da minha parte) Rose Tyler (Billie Piper) finalmente deixou de ser a companion do Doctor de uma maneira um tanto dramática, já que de onde ela está, nunca mais poderá encontrar o senhor do tempo novamente. Mas preciso dizer que o Doutor (David Tennant) supera a Rose meio rápido, viu? Logo no episódio de Natal - The Runaway Bride - ele conhece a diva linda maravilhosa sambista arrasadora rainha Donna Noble (Catherine Tate) e a convida para ser sua nova companion. MAS PASMEM: ela não quer viajar por aí conhecendo o tempo e o espaço, ela quer mais é ficar em casa com sua mãe e tentar arrumar um namorado, pra realizar seu sonho de se casar. Mas mesmo assim o aconselha não viajar por aí sozinho, que ele precisa de uma companheira para "pará-lo" quando fosse necessário. Essa mulher é uma lindeza, né? Mas ela é assunto para outra review.

No primeiro episódio Doctor conhece a estudante de medicina Martha Jones (Freema Agyeman, a Larissa de The Carrie Diaries) e fica encantado com sua inteligência e perspicácia em ajudá-lo a descobrir porque cargas d'água o hospital em que ela trabalha foi teletransportado para a Lua e logo a convida para ser sua companheira. Ao contrário de Donna, o espírito aventureiro de Martha fala mais alto, e logo ela e Doctor formam uma dupla, Smith & Jones.

NOVOS PERSONAGENS

O que falar da Martha Jones, a companion mais desvalorizada pelos fãs da série? Pois saibam que para mim ela foi infinitamente melhor que Rose Tyler. Eu simpatizei mil vezes mais com a inteligência dela e a ajuda que ela sempre dava ao Doutor, do que com as encrencas em que a Rose se metia. E digo mais: das 4 companheiras de Doctor que já assisti, ainda não encontrei nenhuma que a tire da segunda colocação do meu ranking de favoritas.

Ao contrário de Rose que sentia uma atração por Doctor e nunca teve coragem de admitir ou tornar esse sentimento mais maduro, Martha se apaixona por ele e confessa seu sentimento. Mas é a rejeição (falando assim parece que ele a chutou, mas não, ele só não correspondia aos sentimentos dela) que faz com que ela desista de ser sua companheira, mas siga envolvida com essas histórias extraterrestres através da UNIT e posteriormente da Torchwood.

Nessa temporada são recorrentes também a mãe de Martha, Francine (Adjoa Andoh) que por ser extremamente preocupada com sua filha, acaba atrapalhando e muito ela e o Doctor. Capitão Jack Harkness (John Barrowman) que apareceu nas temporadas anteriores também é mais recorrente nesta - aliás descobrimos um fato sobre o futuro dele que é de dar um nó na cabeça de qualquer um, mas que explica algumas coisas das duas temporadas passadas.

HISTÓRIA + EPISÓDIO FAVORITO

Essa temporada, assim como as outras, tem episódios cujas histórias não estão exatamente ligadas ao conflito principal. Conflito esse que envolve o Primeiro Ministro recém eleito e adorado por todo o povo não só britânico, como de vários outros países, chamado Harold Saxon, que mais tarde descobrimos ser Mestre, o maior rival do Doctor de tooooda a história (não darei maiores explicações para não estragar a sua surpresa). Aliás, é através desse vilão que nesta e na próxima temporada começamos a entender melhor o passado do nosso querido time lord.

E essa temporada tão desvalorizada por alguns, abre um leque para duas histórias que serão muito importantes nas próximas temporadas: primeiro o Mestre e depois os Weeping Angels. Aliás, o primeiro episódio onde estes últimos aparecem - Blink - é tido por muitos como o melhor episódio de toda a série - para vocês terem noção de como o episódio é bom, Doctor e Martha aparecem durante sei lá, menos de 10 minutos dos quase 50 do episódio. Nem preciso dizer que esse é meu favorito, né?

Don't blink. Don't even blink. Blink and you're dead.

OPINIÃO GERAL

Como disse antes, é a temporada mais desvalorizada de Doctor Who, e devo admitir que teve o enredo principal mais fraco - apesar de tudo o que o Mestre representa, ele só foi introduzido nos últimos episódios e não teve a história fechada em 100%. Mas foi uma temporada repleta de aventuras e referências de cultura pop (incluso Harry Potter <3)

Martha Jones foi uma companion que ajudou muito Doctor nos desafios que encontrou durante a temporada, destacando-se por sua inteligência, ao contrário da companion anterior que sempre se metia em problemas que o Doutor tinha que resolver. Aliás, Martha teve um final muito mais digno do que a Rose, e volta a aparecer algumas vezes na próxima temporada da série, sambando, como sempre.

NOTA: 4.0

14 comentários

  1. Eu amo a finale dessa temporada, AMO.
    É a mais sci fi, a mais viajada e ainda temos Jack

    A quarta é ainda melhor, Martha saiu pior porque ela foi pós Rose com o Doctor apaixonado por ela, era de se esperar.

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Telemaco!
      Primeiramente obrigada pelo comentário!
      A quarta temporada é maravilhosa, amo amo amo! Donna Noble rainha <3
      Ah eu queria que a Martha tivesse durado um pouquinho mais, sabe :/

      Um abraço,
      http://winterbird.com.br

      Excluir
  2. AI COMO EU AMO DOCTOR WHO! Eu amo a Rose, mas acho chato esse mimimi que o povo tem com a "Martha". Ela tá de longe pra ser minha favorita, mas... também adoro ela. E sim, o começo, com a Donna aparecendo, nossa, DONNA MOZONA <3. Eu amo os epis finais da terceira temporada, MASSSSSSSSSSSSSSSSSSSTER! <3
    Com certeza "Blink" é o melhor episódio de DW ever, amo demais os weeping angels, mais do que os daleks (sim).
    Essa temporada é muito boa, mas pra mim nenhuma barra a quarta. A season finale é dasjhgdaskdksahd.
    Ai fico feliz em ler um post falando sobre dw, sou extremamente viciada nessa série que estraga minha vida, hahaha.

    Beijos,
    www.girlfromoz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Que feliz você também gostar de Doctor Who <3
      Ah eu não consegui gostar da Rose. Gostava das histórias envolvendo ela, mas ela em sí... nunca gostei. Como disse adoro a Martha, mas minha favorita mesmo é a Donna rainha do universo <3
      Ah pois eu odeio os Daleks, já cansei! Na verdade cansei deles a partir da 5ª temporada. Sei que eles nunca sairão da série, porque são os maiores rivais dos Senhores do Tempo mas olha, é difícil aguentá-los KKKKKKKKKKK Aliás não sei de quem gosto menos, eles ou os Cyberman ¬¬

      Fico mais feliz ainda que você tenha gostado do post <3

      Excluir
  3. Oie! Nunca assisti Doctor Who, mas já ouvi muito bem! Espero ver em breve!
    Bjs, se puder comentar nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2015/03/a-linguagem-das-flores.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nay, espero que você possa assistir Doctor em breve, também!
      Amo essa série e acho que todo mundo deveria assistir :D

      Um abraço,
      http://winterbird.com.br

      Excluir
  4. Eu nunca assisti essa temporada, mas espero ver logo, estou vendo tantos elogios sobre ela

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 3 ganhadores e você escolhe o livro que deseja ganhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que possa assistir o mais breve possível :D
      Um abraço e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  5. Olá,
    Tenho muuuita curiosidade em assistir essa série, porém, acompanho tantas outras que não tenho tempo para incluir mais uma :/

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Rayra, poxa!
      Dê uma oportunidade pra Doctor Who, a série merece <3

      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  6. Eu conheço essa série faz mó tempão, mas nunca tive coragem de começar a ver por conta da quantidade de temporadas (bate aqueeeeeeela preguiça, sabe?).
    Acho que vou tentar começar a ver entre os hiatus das minhas séries, que estão quase no final por essa época. Todo mundo fala tão bem de Doctor Who que eu já me sinto uma E.T. só por ainda não conhecer direito hahahah
    Beijos!

    Vício Literal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sara!
      Poxa vida, comece Doctor Who sim!
      Nem são tantos episódios, poxa, tem só 13 (fora alguns especiais) por temporada e são só 8 na nova série. A antiga nem eu me arrisco assistir, tem mais de 700 episódios, haha.
      Espero que você assista logo, e mude isso de se sentir diferente dos demais kkkkkk

      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  7. Que blog mais lindo! Me identifiquei demais com os assuntos. O engraçado é que hoje eu estava pensando que tenho que assistir a Doctor Who, e a primeira coisa que vi quando comecei a seguir seu blog foi esse post! Eu gosto muito de reviews antes de ler ou assistir alguma coisa, e amei o seu! Só fico com receio de assistir o reboot e ficar faltando alguma coisa, sei lá kkkkkk. Ha, não custa dizer mais uma vez: amei o blog! <3 Um beijo : *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letticia!
      OMG que feliz que você gostou do blog, e também dessa resenha enorme que fiz de Doctor, haha.
      Pois não tenha medo! No reboot dá pra entender tudinho, mesmo sem ter assistido a série antiga. Aliás, só o pessoal muuito fã, e que tem muuuito tempo - e HD disponível, haha - assistem a série antiga hoje em dia.
      Pois te recomendo começar da primeira temporada (2005) que você vai entender e amar tudo tranquilamente, hihi.

      Obrigada pelo comentário!

      Excluir

Deixe aqui seu comentário, dica, sugestão ou resposta ao post.
Um abraço, e volte sempre <3