Impressões e Comentários: The O.C. (1ª Temporada).

Acho que fui um dos poucos adolescentes/pré-adolescentes que não acordavam cedo para assistir séries no SBT aos domingos. Imagino que seja porque sempre fui muito preguiçosa, haha. Mas agora estou numa vibe de querer assistir séries "antigas", ou simplesmente fazer maratona de alguma série, e 10 anos depois eis que comecei a assistir The O.C. Confesso que tive dois empurrõezinhos para assistir a série: minhas BFFs viciadas.

Chega de blá blá blá e vamos à minha review? Super pessoal - e longa - mas garanto que nada cansativa. Espero que gostem, e também que o post ajude quem quer começar a acompanhar a série, hehe.

Sinopse: Ryan Atwood é um adolescente problemático, filho de uma mãe alcoólatra, que sempre se mete em roubadas que, ao chegar em Orange County com Sandy Cohen, um advogado público idealista que evita que Ryan vá para a prisão, convida-o para viver em sua mansão (devido ao fato de Sandy se identificar com Ryan na sua adolescência).
Kirsten Cohen, a esposa perfeita de Sandy, não fica feliz com a mudança. Sua maior preocupação é que o comportamento deste afete seu único filho, o adolescente Seth, um nerd sonhador, ingênuo e apaixonado pela colega de escola, Summer Roberts, uma popular patricinha.
Enquanto isso, Marissa Cooper, a garota da casa ao lado e melhor amiga de Summer, namora o atleta de pólo aquático Luke Ward (um garoto que a trai o tempo todo) e vive num mundo de fantasia e luxo. Até que seu pai, Jimmy Cooper, se envolve em um escândalo financeiro e perde todo o dinheiro da família. O mundo idealizado por Marissa cai em ruínas e sua mãe, Julie Cooper, uma mulher interesseira que só pensa em dinheiro, se encarrega de separar a família, que até então parecia "perfeita".

Os personagens:

Logo de cara, gostei muito do Ryan, em especial por tudo o que ele já passou em sua vida e com sua família desajustada (que por sinal o abandonou quando ele mais precisava). Só o fato desse abandono já faz da série algo super dramático, e confesso que nos primeiros episódios esse drama todo me deixava muito tensa. Os únicos momentos alegrinhos partiam das falas do memorável Seth Cohen, mas eu não conseguia relaxar da tensão, ficava esperando alguma coisa horrível acontecer com eles a qualquer momento.

Uma pessoa que senti antipatia de cara foi a Summer. Sempre exibida, sempre se sentindo a mais linda e importante de Orange Country, sempre nas baladinhas tensas e sempre esnobando o lindinho do Seth. Mas a personagem cresceu, e muito, durante a temporada. Lutou pelo amor do Seth (do seu jeito, claro) e deixou de ser uma desmiolada, mostrando seu lado inteligente e apaixonado.

Já Marissa... Olha, eu sabia muito podre dela quando comecei a ver a série, coisas que nem são spoiler porque acho que todo mundo sabe. No piloto tive uma péssima  impressão dela, mas no segundo episódio passei a vê-la por outros olhos. Achei que ela e Ryan poderiam dar algo bom, ser um casal interessante. Mas poucos episódios foram o suficiente para me fazer mudar de ideia. Dizem que Marissa para as pessoas é 8 ou 80: ou você a ama ou você a odeia.

Os episódios e as atitudes dela me fizeram odiá-la. Suas escolhas sempre acabavam afetando Ryan, deixando-o mal ou tento alguma  interferência grave na vida das pessoas ao seu redor. Não dá, Marissa Cooper seguiu em queda livre no meu conceito. Tendo chegado ao fundo do poço naquela história com o Oliver, o obcecado.

E o que falar da família Cohen? Apenas apaixonei. Quero uma família dessa pra mim! Quero encontrar meu Sandy/Seth. Quero ser uma Kirsten nessa vida! Assim que Sandy decidiu levar o menor infrator abandonado (Ryan) para sua casa, fiquei encantada! E o encanto só aumentou com a aceitação da Kirsten (os episódios em que ela demonstra o amor que tem pelo "novo filho" me fazem chorar horrores) e do solitário Seth, que logo o acolheu como um irmão.


Sobre a história:

Bom, é um pouco difícil falar da história de uma temporada sem dar nenhum spoiler, por isso me limitei a falar dos personagens e só vou comentar a história vagamente.

Toda a história do Ryan com sua família me deixou um tanto quanto abismada. Não queria acreditar que a mãe teve coragem de abandoná-lo assim, e as razões para que ela fizesse isso. Claro que quando ela descobre o que aconteceu com Ryan, ela o deixa ficar com os Cohen para ter uma vida melhor. Isso me surpreendeu, imaginei que ela iria arrumar um jeito de dar algum golpe na família rica.

Ainda falando do Ryan, seu plot com a Teresa me irritou um pouco. Até certo momento achei útil para a história, sendo algo que o remetia de volta ao Chino, à sua  antiga vida. Mas depois de alguns acontecimentos, isso passou a me irritar demais. E a atitude dele no último episódio da temporada me deixou p*** da vida!

Só me acostumei com Seth e Summer juntos próximo ao final da temporada. Até hoje penso se ele não estaria melhor caso ainda estivesse com a Anna. E por queeee tiraram a Anna da série? Odiei, odiei o fim que deram à personagem, que era uma das minhas favoritas. Falando nisso, Luke, que era um personagem em ascensão, também não teve um fim digno. Acho que esses dois deveriam ter permanecido na série.

Marissa e seus problemas. No começo eu me sentia tocada por aquilo, e via razão/motivos em boa parte das atitudes dela, mas depois do caso do Oliver (é, acho que foi o personagem que mais odiei na história das séries) ela passou a me dar nos nervos com seus draminhas desnecessários. Claro que a mãe de Marissa, Julie, era péssima, mas acho que ela exagera em alguns momentos.

A primeira temporada trata em sua grande parte dos problemas em família que os quatro protagonistas - e seus amigos - passam. Além claro de toda a introdução do garoto pobre do Chino à uma sociedade rica e até então unificada.

 ---
E você, qual série já finalizada tem vontade de assistir? Me digam nos comentários!

5 comentários

  1. Oi Jéssica, que graça de blog! Amei a ilustração do cabeçalho, foi você quem fez? Show de bola!
    Olha, eu sou suspeitíssima para falar porque era dessas que acordava para ver OC no sbt! hahaha, acompanho desde sempre, depois passei a ver na TV a cabo e sempre foi muito amor! Gosto demais, mas detesto a Marissa acho muito enrolado, muito drama, coisas bestas! Concordo com você com relação à Anna, eu aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaamo a Anna! hahaha
    E o Luke dançando shu-sh-shu- shaishon (?) é uma cena que ficou gravada eternamente na minha memória! hahahaha
    Tô com vontade de assistir novamente, muitas boas memórias dessa época <3
    Beijos ;**

    Carol,
    www.caixa-a-a.com

    ResponderExcluir
  2. Aaaah, fico feliz de saber que está assistindo mesmo que não te conheça. hahahah É de longe uma das minhas séries favoritas, tenho tantas boas lembranças relacionadas à ela! Vira e mexe reassisto alguns episódios, especialmente os de Natal. :3

    beijos,
    http://leitoraemtransicao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu sou do time que odiava a Marissa haha. Ela não me desce, não adianta. Já Summer e Seth <3 meus queridinhos, fofos demais.

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oii ^^
    Já tinha lido alguma coisa sobre essa série antes, mas nunca cheguei a vê-la, realmente. Parece ser legal, mas estou com tantas séries para ver e terminar que acabo me perdendo...rsrs' vou anotar The OC para ver algum dia...
    MilkMilks
    DM
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Jéssica, tudo bem?
    Eu assisti apenas a primeira temporada de O.C, e confesso que não assisti mais por uma série de motivos, mas enfim, concordo com tudo que você disse. Nunca gostei da Marissa, mas gostava do Seth e da Summer. Em minha opinião Seth é um dos melhores personagens. Acho que um dia eu vou assistir as temporadas seguintes, mas por enquanto eu fico só com a primeira.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, dica, sugestão ou resposta ao post.
Um abraço, e volte sempre <3