Resenha: Desventuras em Série: Mau Começo


TÍTULO: Mau Começo.
SÉRIE/COLEÇÃO: Desventuras em Série.
AUTOR: Lemony Snicket.
EDITORA: Companhia das Letras.
ANO DE LANÇAMENTO: 2001.
PÁGINAS: 152.

Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".


Antes de mais nada, gostaria de dizer que as resenhas dos livros de Desventuras em Série serão escritas por mim e pela minha irmã, Priscila, já que ela está mais adiantada nesses livros do que eu.

Desventuras em Série narra a história dos órfãos Baudelaire, que perderam seus pais em um incêndio que destruiu sua casa. São também os herdeiros de uma enorme fortuna, á qual só terão acesso quando a irmã mais velha atingir a maioridade.

Violet é uma menina de catorze anos que vive pensando em engrenagens e alavancas, sendo uma das maiores inventoras de seu tempo. Klaus tem aproximadamente 12 anos e é apaixonado por leitura. Já Sunny é apenas um bebê que com seus quatro dentinhos afiados vive mordendo tudo o que encontra pela frente.

A história se inicia em Mau Começo, onde os irmãos são levados pelo Sr. Poe, antigo gerente bancário, amigo e executor do testamento de seus pais, para a casa do parente que reside mais próximo: Conde Olaf, primo de terceiro ou quarto grau das crianças, que é um falido ator de teatro.

Olaf trata as crianças muito mal, obrigando-as a realizar trabalho pesado e cozinhar para ele e sua trupe. Além disso, está de olho na herança deles, e traça um plano terrível para se apoderar dela.

O narrador da história nos aconselha diversas vezes a abandonar o livro e ler um mais alegre, porém esse é o charme da escrita de Lemony Sniket e o que consegue deixar o leitor cada vez mais curioso.

O texto também é rico em ironia, o que consegue deixar a história leve e divertida, apesar da morte dos pais Baudelaire e de todas as desventuras que as crianças vivem. Assim, o livro é indicado para o público infanto-juvenil, pela leveza que trata de assuntos ruins, que é o ‘tema’ da série.

O livro é curtinho e pode ser lido em poucas horas (mas claro que eu li em alguns dias, hehe), e mesmo a coleção tendo 13 títulos, eles podem ser lidos em um curto espaço de tempo.

---

E aí, o que acharam da resenha? Já leram Desventuras em Série? Conte para a gente nos comentários!

3 comentários

  1. sou looouca pra comprar a coleção completa desses livros
    mas cade o money???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Jana, minha sis ganhou de presente de natal ano passado KKKK E tipo, meu pai aproveitou a promoção, de 370 (acho que é esse o preço normal), estava 100 reais, hihi.

      Excluir
  2. Eu já vi o filme, e tem uma historia muito boa! Os livros devem ser ótimos também, mas são tantooooos livros, e cadê dinheiro?!
    Meninas quase invisieis
    Clube do livro

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, dica, sugestão ou resposta ao post.
Um abraço, e volte sempre <3